fbpx
Jornal Corporativo
Portal de artigos e estudos Contábeis, Periciais, Jurídicos e de Negócios

Efeito das mudanças

Corremos o risco de ser enfadonhos e acabarmos por nos escravizar, piorando até a nossa forma de conviver

0 387

EFEITO DAS MUDANÇAS

Efeito das mudanças: Pessoas sistemáticas, rotineiras, tendem a manter os pensamentos fixos em determinados modelos de procedimentos e estes acabam por exercer uma forma de tirania. Embora isso não seja absoluto, podendo comportar raras exceções, o fato é que corremos o risco de ser enfadonhos e acabarmos por nos escravizar, piorando até a nossa forma de conviver.

  • Ser repetitivo e inflexível na repetição é prejudicial, na maioria dos casos.
  • Como tudo no cosmos é evolução, a rotina ferrenha acaba por ser nossa inimiga.
  • Muitas pessoas imaginam estar protegidas se não variam as suas atitudes, evocando o velho adágio de “não deixar o certo pelo duvidoso”.

Não é nesse sentido, todavia, que se deve pautar a vida, ou melhor, não é conveniente adotar extremismos. Não devemos duvidar que certas coisas que mudamos, nos ajudam a renovar ambientes e até raciocínios.

  • É óbvio que isso não implica modificar princípios virtuosos que devem formar a base de nossa conduta, mas, variar em coisas simples pode muito auxiliar.

Em relação ao efeito das mudanças, mudar o trajeto de ir ao trabalho, alterar as disposições dos móveis do escritório, realizar uma pequena reforma em nossa casa, escolher outro lugar para as férias, ler matérias diferentes das que estamos habituados etc. são pequenas mudanças que muito podem estimular.
Se nos sentimos renovados, por efeito de alterações que nos estimulam, tendemos a melhor realizar tarefas e até a nos imaginar diante de uma “nova fase”.

  • Pequenos propósitos inovadores podem causar grandes efeitos promotores de bem estar.

Se analisarmos a vida de alguns homens que mergulharam em certas doenças físicas e que também se tornaram taciturnos e sofredores, encontraremos, muitas vezes, em suas formas de agir, um aferrado critério repetitivo de procedimentos.
Emanuel Kant um pensador que se notabilizou pela qualidade de seus escritos e pelo poder de suas dedicadas obras no campo da razão e da Ética, parece-me ter-se transformado em vítima de seus próprios atos [efeito das mudanças], demasiadamente sistemáticos e repetitivos.

  • Consta que o referido mestre nunca saiu de sua cidade natal, que caminhava sempre às mesmas horas, a ponto de se poder acertar o relógio pela sua passagem por determinados lugares.
  • Acredito que Kant tal rigor de rotina impôs ao seu modo de viver que o fim da se caracterizou pelo sofrimento e por uma doença prolongada, seguida de um entristecimento profundo, falecendo com cerca de 80 anos (em 1804).
  • Aos sessenta e sete anos, todavia, parece já havia renunciado as produções grandiosas (a última foi a Crítica do Julgamento) e ao desejo de renovar.

Nada desmerece o que o transformou em uma das mais expressivas figuras da filosofia moderna, mas, também, nada justificou a abdicação que fez em relação à felicidade na vida.

  • Tão preocupado esteve em ajudar o mundo a raciocinar que terminou por não pensar em si mesmo, ser haver adornado a sua velhice com renovações que lhe ensejariam a alegria à mente.

Autoria: Antônio Lopes de Sá, professor emérito, autor de centenas de livros e crônicas, neste artigo versando sobre o efeito das mudanças.

Você gostaria de receber atualizações de nosso Jornal Corporativo em tempo real? Direto no seu celular ou desktop? Use nossa tecnologia de Notificação Push, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar