fbpx
Jornal Corporativo
Portal de artigos e estudos Contábeis, Periciais, Jurídicos e de Negócios

Perito Judicial – Qualidades

Os limites que permitem aferir quais são as QUALIDADES dos peritos judiciais

1.848

PERITO JUDICIAL – QUALIDADES

Perito Judicial – Qualidades: O exercício da atividade do “PERITO JUDICIAL”, em especial aplicado nas lides contábeis que é o nosso foco de atenção, é antiga tanto no mundo dos negócios, através das lides contábeis, lides gerenciais e financeiras, como também no meio social e familiar, e, muito embora a atividade do perito seja conhecida e reconhecida, nos variados campos do conhecimento e atividades comerciais, a que ficou mais conhecida popularmente é a área das ciências contábeis.

Com o passar do tempo e a evolução da economia, o conhecimento pericial contábil ficou por muito tempo sedimentado apenas em correntes doutrinárias escritas pelos grandes mestre das ciências contábeis consolidadas em livros, artigos e pareceres, e em algumas poucas normas esparsas e incompletas, emitidas pelo CFC, as aceitas, as quais dependiam de interpretações filosóficas e práticas que definiam o exercício profissional do perito contábil, porém esta situação se modificou radicalmente com a entrada em vigor do Novo Código do Processo Civil, o qual, ao mesmo tempo em que normatizou o exercício da atividade, especificando capítulo sobre a PERÍCIA JUDICIAL, e o PERITO JUDICIAL, trouxe no seu bojo grandes mudanças começando pela regulamentação cadastral da perícia judicial, a qual ainda não existia no contexto nacional, e era adotado, de forma inicial, apenas por pequenas parcelas [alguns tribunais] da JUSTIÇA BRASILEIRA.

Regulamentação do setor

Assim, cumprindo o que determina o Novo Código de Processo Civil, o CNJ – Conselho Nacional da Justiça proveu regras básicas, regulamentando o COMO SE MANTER na atividade da perícia judicial, qual seja através de um cadastro, e isto obrigou, automaticamente  os demais atores participantes deste cenário nacional jurídico, quais sejam os órgãos de classe como CFC, CREA, CRECI e outros órgãos reguladores, que cada um, cuidasse de prover as suas regulamentações profissionais e legais, oficializando o exercício profissional e as regras pelas quais cada um deve agir.

Com este movimento social-profissional-legal, ao mesmo tempo em que se criaram novas regras delimitando os direitos e os deveres, automaticamente foram delineados os limites que permitem aferir quais são as QUALIDADES dos peritos judiciais no afã de cumprirem os objetivos e regramentos da PERÍCIA JUDICIAL, principalmente, no nosso caso em estudo, dos PERITOS CONTÁBEIS que atuam como Perito Judicial e Assistente Técnico.

Desta forma, nos interessa estudar e elencar quais são estas qualidades, à luz dos normativos jurídicos e os profissionais, dentro da perspectiva de que não iremos tão cedo esgotar o assunto, mas sim, apenas proceder à uma introdução ao mesmo, a qual servirá para reflexão dos interessados no tema.

Conclusão

Por ora, este artigo serve tão somente para chamar a atenção aos operadores das perícias judiciais em relação aos efeitos que serão gerados. na linha do tempo, quando da realização das perícias judiciais, creio que as perícias contábeis extrajudiciais também, e principalmente no feedback que os peritos irão conseguir dos Juízos após a entrega dos seus laudos periciais e pareceres técnico-contábeis.
É o que tínhamos a colocar à reflexão do perito judicial e assistentes técnicos, sendo que retornaremos oportunamente exemplificando de forma prática e objetiva o assunto.

Autoria:

Walmir da Rocha Melges – 26 de julho de 2016 versando sobre as Qualidades do Perito Judicial.

Você gostaria de receber atualizações de nosso Jornal Corporativo em tempo real? Direto no seu celular ou desktop? Use nossa tecnologia de Notificação Push, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar